26 de outubro de 2011  
     
  Boletim nº 09  
     
     
 
 

Governador do Rio Grande do Sul anuncia recursos para região durante cerimônia em evento de inovação

 
 

Na última terça-feira (dia 25), o Governador do Estado do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, esteve presente na cerimônia de abertura do XXI Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas, um dos mais importantes encontros do movimento de empreendedorismo no Brasil. Durante a solenidade, Tarso Genro anunciou recursos de R$ 1,5 milhão para o Tecnopuc, do Programa Gaúcho de Parques Científicos e Tecnológicos (PGTec). Os valores serão investidos em infraestrutura, na construção de dois laboratórios: um de prototipagem de produtos e outro de comunicação, e na capacitação de empresários e gestores gaúchos.

Para o presidente da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), Guilherme Ary Plonski, a participação do Governador e a indicação dos recursos estão de acordo com as iniciativas que beneficiam diretamente a região Sul e movimentam o cenário das incubadoras de empresas e parques tecnológicos de todo o país. “É fundamental a atuação de agentes de forma articulada para que esse caráter de investimento em âmbito local possa estimular a nova competitividade dos territórios, como sugere o tema do Seminário deste ano. Assim, todo o movimento de empreendedorismo inovador caminha para alavancar a inovação, a geração de emprego e riquezas”, avalia.

Nesse sentido, o secretário de desenvolvimento tecnológico e inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Ronaldo Mota, ressaltou a importância de conseguir aliar o espírito empreendedor ao mercado, por meio da transformação de conhecimento em negócio. Tal questão também foi abordada pelo diretor-técnico do Sebrae Nacional, Carlos Alberto dos Santos, ao citar o mapeamento do cenário das incubadoras brasileiras. O estudo “Aspectos Técnicos e Estruturais das Incubadoras de Empresas apoiadas pelo Sistema Sebrae” considera o levantamento realizado com 223 incubadoras, das 294 apoiadas pelo Sebrae.

Além deles, estiveram presentes na cerimônia de abertura o Reitor da PUCRS, Joaquim Clotet; o diretor do Parque Científico e Tecnológico (Tecnopuc), Roberto Moschetta; o secretário de inovação do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Nelson Fujimoto; o secretário de ciência, inovação e desenvolvimento tecnológico do Estado do Rio Grande do Sul, Cleber Prodanov; o conselheiro da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação do Ministério da Educação, Paulo Barone; o diretor executivo do Banco Mundial, Rogério Studart; o presidente da Associação Internacional de Parques Tecnológicos – IASP, Maurício Guedes; e o coordenador geral do Gabinete de Inovação e Tecnologia – INOVAPOA, representando o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati.

 
 

Tecnologia de ponta: 57% das incubadoras brasileiras são de base tecnológica

 
 

A tecnologia está crescendo no Brasil graças ao desenvolvimento de produtos e serviços nas incubadoras de empresas. Essa é uma das afirmações que tem como base os dados apresentados pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) durante o XXI Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas e XIX Workshop Anprotec. Intitulado “Aspectos Técnicos e Estruturais das Incubadoras de Empresas apoiadas pelo Sistema Sebrae”, o estudo considera o levantamento realizado com 223 incubadoras, das 294 apoiadas pelo Sebrae. Segundo a Anprotec – Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores, existem hoje 384 instituições no país.

O tipo de incubadora de base tecnológica aparece com 57%, enquanto o tradicional representa 10,3%, mista 31,4% e virtual 4,9%. Das 127 incubadoras tecnológicas, 47 estão localizadas na região Sudeste, em seguida aparecem 39 do Sul, 23 do Nordeste, 13 do Norte e somente cinco incubadoras foram registradas na região Centro-oeste. Em certa medida, tais dados se relacionam ao fato de 88,3% das incubadoras terem indicado que orientam as empresas para que a inovação faça parte do seu negócio, contra 8,9% que orientam raramente e 2,8% que não faz nenhuma orientação.

Ofertas das incubadoras
A fim de fazer com que tais produtos e serviços desenvolvidos pelas empresas cheguem até o mercado, 74,6% das incubadoras afirmaram identificar oportunidades de negócios no mercado para as empresas incubadas. Somente 7,6% não auxilia nesse processo e 17,8% raramente o faz. Do ponto de vista dos projetos, 63,7% pontuaram que orientam as empresas constantemente na elaboração de projetos de fomento e/ou investimento e 24,5% raramente prestam serviço dessa natureza. As incubadoras que não realizam nenhum serviço de orientação representam 11,8%.

Apesar de tais avanços no que se refere ao desenvolvimento de projetos e identificação de oportunidades de negócios no mercado, a questão de gestão de processo e certificação merece atenção. Das 213 incubadoras que responderam o quesito de orientação, 48,8% afirmam que realizam orientações voltadas para a gestão de processo e certificação das empresas assistidas, 28,2% das incubadoras raramente realizam orientações nesse sentido e 23% não realizam.

Veja a cobertura realizada em parceria com a Prefeitura de Sorocaba clicando aqui.

Apresentação: Thiago Cordeiro
Produção e Edição: Valter Calis
Duração: 3'23''

Em breve, mais informações sobre o Estudo estarão disponíveis pelo site da Anprotec: www.anprotec.org.br
 
 

Prefeito de Porto Alegre aceita desafio durante Seminário da Anprotec

 
 

Durante a visita do Prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, ao XXI Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas, realizado pela Anprotec - Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores, a Futura Networks que promove a Campus Party, lançou um desafio: Como podemos tornar Porto Alegre uma cidade ainda mais inovadora?

O Prefeito, que visitou o estande da Futura Neyworks e aceitou o desafio ao vestir a camiseta da Campus Party e se aventurar em um simular de movimento, garante que o aceite tem a ver com o próprio Seminário, devido a sua importância em estimular o debate e as ideias em prol da inovação.

“Queremos fazer um casamento de ideias, entre as novas tecnologias/inovação e a vida das pessoas. Fiz questão de aceitar o desafio neste evento para demonstrar que a tecnologia deve estar a serviço da qualidade de vida na cidade”, enfatiza Fortunati.

O Desafio de Inovar
Fortunati apresentou os cinco eixos – educação, trabalho e emprego; mobilidade urbana; segurança; desenvolvimento tecnológico e saúde – em que empresas, pessoas físicas e empreendedores poderão apresentar projetos para tornar a cidade de Porto Alegre ainda mais inovadora. “Nós queremos trazer os resultados dos projetos vencedores até a realização do Congresso Metropolis, da Rede Metropolis, nos dias 23 a 26 de novembro, em Porto Alegre”, afirma o Prefeito.

O projeto realizado pela Prefeitura de Porto Alegre em parceria com a Futura Networks, empresa que organiza a Campus Party, tem uma plataforma de desafios de inovação aberta e pretende, em um mês, coletar o maior número de ideias possível. “Nós temos 151 mil pessoas cadastradas em nossa rede, que periodicamente oferecem soluções para governos, empresas e centros de pesquisa. Nosso trabalho é fazer a mediação”, conta Mário Teza, diretor geral da Futura Networks no Brasil.

Os interessados terão um mês para se inscrever no site da Campus Party, preencher um formulário e enviar uma ideia original aos realizadores e à Prefeitura.  “Porto Alegre é reconhecida como a cidade da inovação e queremos avançar ainda mais, usar as novas tecnologias, o conhecimento que as pessoas têm, levando em consideração a realidade em que estão inseridas. Queremos adotar soluções já aplicadas em outras cidades ou criar nossas próprias soluções e aplicá-las em Porto Alegre”, diz Fortunati.

 

 

 
     
 

Expediente:

Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec)
Endereço: SCN, Qd. 1, Bl. C, Sls. 209/211 - Brasília/DF, CEP: 70.711-902
Telefone: +55 (61) 3202-1555      
E-mail: anprotec@anprotec.org.br 

Assessoria de Imprensa

Trama Comunicação
Responsável: Fabiana Grieco e Carolina Morandini
Telefone: +55 (11) 5080-9100
E-mail: fabiana@tramaweb.com.br e carolina@tramaweb.com.br

Telefone: +55 (11) 5080-9100
E-mail: fabiana@tramaweb.com.br e carolina@tramaweb.com.br